A sorrir eu pretendo levar a vida

Regresso

Parto com o coração cheio … Tão feliz como quando cheguei … Aprendi que partir está em mim e que assim sou feliz!

Li dois livros … Como achei que teria  tempo para mais?

Um deles, o segundo e o último, ao qual voltarei, dizia-me na contra capa

Acredito, pelo que aprendi experimentando, que viver é largar e seguir em frente. Mesmo que em frente esteja apenas o incerto, o desconhecido, o não vivido. Aprendi também que vemos o que vemos, o que queremos ver e o que ninguém mais enxerga. Vemos tanto mais quanto a nossa disponibilidade de ver: viajamos para dentro de nós, primeiro que tudo.

MST in Não se encontra o que se procura

Como cantava Cartola “A sorrir, eu pretendo levar a vida” porque se lágrimas houver eu transformo-as em sorrisos e gargalhadas sonoras!

Até já Porto!

mh

Gostou? Que bom! Deixe um comentário. Até breve!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s