Chico Buarque

Quando em ’66, quando eu não era ainda nascida, quando o Chico ainda não me tinha feito sonhar, suspirar pelos seus ternos olhos azuis nos meus olhos, desejar a sua mão firme em mim, desmaiar com os seus doces beijos cantados, a Banda passou e não mais se calou! Ele era um menino, bonito, como todos … Continue a ler Chico Buarque