Até já Rio de Janeiro

Urca II

Esperei a minha vida inteira por esta viagem. Acho até que estava escrita nos misteriosos caminhos do destino ser agora.

RIO DE JANEIRO

A menina que fui virou mulher (menina sempre) e esta transformação só se vive quando se é mulher. Não, não me desiludi. Vivi tudo o que quis.

RIO DE JANEIRO

Apaixonei-me por uma alegria de viver fugaz porque sei (aprendi) que não se é feliz sempre mas que quando vem a felicidade é o sentimento mais alegre que existe.

RIO DE JANEIRO

O amor, esse danado, não combina com o Rio de Janeiro. Lá vive-se com paixão, vive-se o agora, no limbo de quem tem a vida sempre a prémio de um bandido doido, de uma bala certeira.

RIO DE JANEIRO

A sofreguidão dos momentos intensos é carioca. Aqui tudo é o melhor do mundo, como se não houvesse mais mundo, tão ou mais bonito, e mais perfeito e tão cheio de outras gentes. Aqui tudo é um tudo demais e foi isso que eu vivi.

Parto, deixando para sempre o meu coração apaixonado!

mh

Gostou? Que bom! Deixe um comentário. Até breve!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s